Luzes de Natal, como nasceu esta tradição?

Este artigo que vos vou escrever não tem a ver com alimentação, mas sim com o Natal. E como estamos nesta altura do ano que nós adoramos, quis partilhar uma coisa convosco.

Ontem estava a passear de carro na minha cidade, Caldas da Rainha e estava um pouco de trânsito, filhas, etc. Muitas pessoas podem ficar irritadas ou chateadas por estarem à espera, mas não foi de todo o meu caso.

Dei por mim a visualizar as luzes de Natal que tão lindas estão este ano, e pensei. Quem será que se lembrou de iluminara as cidades nesta época do ano? Fiquei intrigada, fui pesquisar e eis a história.

Por trás da tradição das luzes de Natal terá estado, segundo a lenda, a estrela do Natal ou estrela de Belém.

Terá sido a aparição desta estrela que guiou os três reis magos: Baltazar, Belchior e Gaspar, até ao local do nascimento de Jesus Cristo.

De acordo com a lenda, a estrela de Belém tinha quatro pontas, que representavam os quatro pontos cardeais: norte, sul, este e oeste e uma cauda, à imagem de um cometa, contendo ainda luz própria, ao contrário das outras estrelas. Além de orientar os reis magos, a estrela de Natal representa ainda a luz no mundo, na personificação de Jesus Cristo.

Ora, a luz da estrela do Natal é assim representada, nos dias de hoje, pelas luzes de Natal, muitas em forma de estrela, outras representando o menino Jesus, enfeites de Natal ou árvores de Natal.

Actualmente, com o desenvolvimento da tecnologia, as luzes de Natal assumem as mais diversas formas e feitios e embelezam as ruas de todas as cidades.

Algumas imagens do Natal 2015 em Caldas da Rainha