Cozinha Molecular e Gastronomia Molecular

Conhece a Cozinha Molecular. 

Gastronomia Molecular ?

Sabia que, embora sejam da mesma família têm significados diferentes?

 

Vamos definir GASTRONOMIA MOLECULAR

É um ramo da ciência dos alimentos, cujo objectivo é analisar do ponto de vista científico, os fenómenos que ocorrem quando se cozinham os alimentos.
É diferente das ciências alimentares tradicionais porque o seu objecto de estudo são as preparações em pequena escala, e por considerar a alimentação como um todo: os ingredientes crus, a preparação e a forma como são apreciados pelos consumidores.

A gastronomia molecular estuda todos os tipos de cozinha e o conhecimento que é obtido permite compreender e melhorar também todas as cozinhas, das mais tradicionais às mais vanguardistas. Permitindo, também a introdução de técnicas culinárias inovadoras.

A gastronomia molecular tem 5 objectivos:

1- Criação de uma antropologia culinária;
2- Introdução de matemáticas culinárias;
3- Novas experiências;
4- Inovação;
5- Divulgação.  

 

Definição de COZINHA MOLECULAR

A culinária é uma arte, mas para além disso também é uma ciência.
As receitas, dicas e truques que são utilizados na preparação dos pratos, quer sejam dos mais simples aos mais sofisticados, são o resultado de vários processos físicos e químicos. No entanto raramente pensamos nesses processos quando estamos a confeccioná-los ou mesmo a degustá-los.

Podemos dizer que a “Cozinha Molecular” é uma nova tendência culinária na qual se aplicam os conhecimentos obtidos pela “Gastronomia Molecular”, para a elaboração dos seus pratos.

 

Vantagens da COZINHA MOLECULAR

  • É benéfico para o desenvolvimento de novas técnicas culinárias, permitindo antever o comportamento dos alimentos;
  • Permite demonstrar cientificamente se os procedimentos que aplicamos na cozinha ao longo das gerações são as mais correctas ou não.
  • Envolve novas combinações de ingredientes e novos métodos de preparação, logo para a cozinha molecular quase nada é impossível de realizar;
  • Permite cozinhar a vácuo, em banhos termostatizados, liofilizar alimentos e utilizar ingredientes menos usuais que nos parecem estranhos no nosso dia-a-dia, sendo a cozinha mais moderna da actualidade.

 

 

Pode dizer-se que Heston Blumenthal é o embaixador da cozinha molecular.
Nascido em Londres e criado em Buckinghamshire é um autodidacta entre os tachos. Começou por lavar loiça num restaurante, tudo o que aprendeu foi por sua conta e risco.

 

 

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário…