Como interpretar os rótulos?

Saber interpretar rótulos dos produtos é essencial para uma boa prática alimentar…

 

Quantas vezes já se questionou se aquele iogurte que já passou do prazo ainda se encontra bom para consumir?

A verdade é que existem vários tipos de prazos:

  • Se uma embalagem contém  “Consumir até” que é a data limite de consumo, refere-se a alimentos muito perecíveis, como queijo fresco, iogurtes, leite pasteurizado, entre outros. E neste caso a data deve ser respeitada.
  • Se a embalagem contém “Consumir de preferência antes de” ou “Consumir de preferência antes do fim de”  que é a data de durabilidade mínima, indica que se a data de validade for ultrapassada e não existirem alterações ao nível sensorial (aparência, cheiro e cor), os alimentos podem ser consumidos com relativa segurança.

 

O que não quer dizer que o tal iogurte que pensa que já está estragado não esteja bom. Só que como é um produto mais perecível e de origem animal, pode apresentar uma maior risco alimentar. Logo, o tipo de prazo terá de ser “Consumir até”.

 

O que deve conter um rótulo?

– Lista de ingredientes que compõem o produto. Lista esta que deve de estar em ordem decrescente, ou seja, primeiro os itens em maior quantidade.

– Origem do produto – nome da empresa e endereço de fabrico.

– Lote e prazo de validade.

– Conteúdo líquido – expresso em gr, kg, lt ou ml.

 

Não se esqueça, mesmo dentro do prazo de validade,
um alimento pode deteriorar-se se não forem mantidas as adequadas condições de conservação e manipulação.