5 receitas Portuguesas com História!!!

Aqui estamos nós para partilhar convosco umas curiosidades…

Hoje vamos falar de 5 receitas Portuguesas e suas histórias!

 

Bacalhau à Brás
Nasceu no Bairro Alto de Lisboa pelas mãos de um cozinheiro chamado Braz. Tornou-se tão popular que rapidamente chegou aos nosso vizinhos espanhóis.

Receita:

  • 1 cebola (100g)
  • 2 dentes de alho
  • 4 c. de sopa azeite
  • 600 g bacalhau demolhado desfiado
  • 200 g batata-palha ou batata cortada muito fina e frita em casa (com estas últimas fica divinal)
  • 6 ovos M
  • qb salsa picada
  • 50 azeitonas pretas

    Numa frigideira larga em lume brando, salteie a cebola às rodelas e os dentes de alho esmagados no azeite.

Acrescente o bacalhau e as batatas-palha e misture bem. Deixe as batatas amolecerem um pouco.
Numa tigela, bata ligeiramente os ovos com um garfo.
Acrescente os ovos ao bacalhau e misture até estar bem ligado e os ovos estarem cozinhados.
Prove e afine os temperos. Sirva o bacalhau à Brás, salpicado com a salsa e as azeitonas.

 

Foto by Pingo Doce

Polvo à Lagareiro
O nome deste prato, “Lagareiro”, deve-se precisamente à quantidade de azeite que o mesmo leva, um lagar de azeite.
Este prato teve origem nas Beiras e preparado nos lagares em Outubro, que era a época que se moíam as azeitonas e se produz o azeite.

Receita:

  • 1,5 kg polvo
  • 250 ml azeite
  • 2 cabeças de alho
  • 1 cebola
  • qb sal
  • 900 g batatinhas
  • 2 folhas de louro
  • qb pimenta branca
  • qb salsaPré-aqueça o forno a 160ºC.
Numa panela grande coza o polvo com cerca de 5 litros de água, 50 ml de azeite, uma cabeça de alho esmagada e uma cebola com casca. Coza durante 40 minutos, até estar tenro. Verifique espetando um garfo nos tentáculos mais grossos. Tempere com sal q.b. e deixe-o arrefecer na própria água.
Separe a cabeça dos tentáculos, reservando-os numa travessa de ir ao forno.
Lave bem as batatas e envolva-as em sal. Para que fiquem macias, leve-as ao forno a 160ºC, durante 35 minutos. Sacuda bem o sal das batatas e junte-as aos tentáculos. Aumente a temperatura do forno para 180.º.
Regue o polvo e as batatas com 200 ml de azeite, distribua os dentes de alho esmagados e as folhas de louro pela travessa e polvilhe com pimenta branca de moinho.
Leve ao forno. Quando o polvo estiver dourado está pronto.
Polvilhe a travessa com salsa picada e sirva o polvo à lagareiro de imediato.

 

Foto by Food from Portugal

 

Salada Russa
Surgiu pela mão do chef francês Monsieur Oliver que era cozinheiro num restaurante em Moscovo, dando o nome de russa a uma salada de batata com ervilhas, cenoura e feijão-verde. Consta que na base desta criação esteve uma lógica de aproveitamento de excedentes.

Receita:

  • 5 batatas médias 
  • 3 – 4 cenouras 
  • 2 ovos 
  • 300 gr. de ervilhas 
  • 250 gr. feijão verde 
  • 4 colheres de maionese
  • Sal e pimenta qb
  • Cebolinho ou salsa para decorar 

    Corte as batatas e as cenouras em cubos de um centímetro. Corte o feijão verde e retire as ervilhas do congelador. Coza os ovos 10 minutos. Deixe as cenouras ferver por alguns minutos e adicione as batatas. No outro tacho ferva as ervilhas e o feijão verde. Deixe cozer durante 10 minutos.
    Escorra os vegetais e deixe arrefecer. Corte os ovos em pedaços pequenos e reserve uma metade para decorar. Numa taça larga misture os ingredientes e adicione a maionese (se possível caseira), ver receita AQUI.
    Envolva e tempere a gosto.

 

Foto by Knorr

 

Amêijoas à Bulhão Pato
As amêijoas à Bulhão Pato foram baptizadas por um cozinheiro do restaurante Estrela D’Ouro, na Rua da Prata. Em jeito de agradecimento pelos elogios que António Bulhão Pato fazia à sua comida, o cozinheiro deu ao prato o nome deste ilustre cliente.

Receita:

  • 1 kg de amêijoa
  • 3 dentes de alho
  • 5 colheres (sopa) de azeite
  • 5 colheres (sopa) de vinho de mesa branco
  • 1/2 limão
  • 1 molho de coentros
  • Pimenta preta

    Passe as amêijoas por água e deixe-as escorrer. Descasque os dentes de alho e pique-os finamente. De seguida, deite-os para um tacho, adicione o azeite e leve ao lume, deixando aquecer bem. Acrescente as amêijoas, o vinho, uma pitada de pimenta, o sumo do limão e os coentros picados.

    Tape o tacho e deixe cozinhar até as amêijoas abrirem, sacudindo o tacho de vez em quando.Sirva com fatias de pão e decore a gosto com gomos de limão.

 

Foto by Gastronomias

 

 

Bacalhau à Gomes de Sá
José Luís Gomes de Sá é o responsável pela sua criação. Este negociante de bacalhau do Porto gostava de cozinhar bolinhos de bacalhau para os amigos. Um dia, já farto de fazer estes bolinhos inventou outra receita com bacalhau.
Em 1914 o seu armazém ardeu, e foi aí que ela vendeu a sua nova receita a um restaurante de Lisboa, a partir daí o bacalhau à gomes de sá ficou conhecido por todo o país.

Receita:

  • 500 g bacalhau
  • 400 g batata
  • 3 folhas de louro
  • qb pimenta branca
  • 150 ml azeite
  • 3 dentes de alho
  • 3 cebolas
  • 1 c. de chá sal
  • 4 ovos cozidos
  • 16 azeitonas pretas
  • qb salsa
     

    Comece por cozer o bacalhau com pele e as batatas já lavadas em cubos, cerca de 15 minutos, numa panela com cerca de 3 litros de água, juntamente com uma folha de louro e pimenta branca q.b..
    Depois de cozido, limpe o bacalhau de espinhas e pele, separe-o em lascas grossas e reserve.
    Faça um refogado com azeite, alho picado, as cebolas cortadas em meia-lua e as restantes folhas de louro, durante 5 minutos.
    Junte as lascas de bacalhau e os cubos de batata ao refogado e deixe apurar bem, temperando com sal e pimenta.
    Decore com ovo cozido cortado (coza durante 9 minutos), azeitonas, salsa picada e um fio de azeite.

 

Foto by Sertransmontano

 

Se reparou temos aqui dois pratos de bacalhau divinais. O bacalhau sem dúvida que é um dos peixes rei no nosso país e que com ele se podem fazer variadíssimas receitas deliciosas.

Esperamos que tenha gostado deste artigo, nós adorámos fazê-lo e com a pesquisa que fizemos ficámos a perceber um pouco mais sobre estes prato e a sua história.